Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /var/www/html/vanessatcm.blog-dominiotemporario.com.br/web/wp-content/plugins/social-share-buttons-by-supsystic/vendor/Rsc/Menu/Page.php on line 228
Nunca é demais a visita - Vem que a gente explica!

Nunca é demais a visita

Vocês já devem ter percebido que adoro conhecer lugares novos, não é? Mas desta vez, meu post vai falar de 2 lugares que fazem parte da minha lista de prediletos e que são bem antigos..

Santuário de Schoenstatt

img06b[1]

O primeiro deles, onde dificilmente fico uma semana sem ir. É lá que recarrego as energias, respiro mais devagar e me desligo do mundo. Uma vez ouvi de uma querida amiga, a Professora Inês, que é um pedacinho do céu ( com certeza é).

Independente de sua religião ou credo, vá fora dos horários de missa se assim preferir (como eu), sente em algum dos bancos espalhados no jardim super caprichado e sinta as boas vibrações. E acredite, tem até um café por lá !

Rua Padre José Kentenich,552

Campo Comprido/ Curitiba

Museu Oscar Niemeyer (MON) – ou Museu do Olho carinhosamente .

imagesCA8DO0FS

Um dos primeiros lugares que conheci em Curitiba e foi amor à primeira vista. Como adoro esse lugar!

O museu recebe excelentes exposições, te integra ao jardim ou ao espelho d’água quando passeia pela marquise e você perde horas por lá sem perceber. Aliás, um ótimo lugar (na marquise) para dias de chuva se você gosta de caminhar ou vai entrar no desafio com a Cintia !!

Aos fins de semana o gramado se torna um Parcão e para quem curte os dogs como eu e a Luciana (post Pets) vale a ida só para ver a alegria deles correndo livres!

A loja tem muitas opções de presentes  e o café, que nunca pode ficar de fora, tem um cardápio bem extenso que agrada qualquer paladar.

Rua Marechal Hermes,999

Centro Cívico/ Curitiba

Se você ainda não conhece nenhum desses lugares, vá sem medo de se arrepender! Se já conhece, será

que não está na hora de voltar?

Por Juliana, que é formada em Turismo e se sente uma guia até hoje!

 

Vem...leia também

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *